BUSCAR POR:
Atendimento
(32) 3532-4279
Clínica e Cirugia de Olhos - Drº Paulo Larocc

Clínica e Cirugia de Olhos - Drº Paulo Larocca

Exames oculares na infância

Importância de exames oftalmológicos preventivos em crianças.

 

 

 

 

O ser humano basicamente se orienta pela visão. Oitenta e cinco por cento do nosso relacionamento com o mundo em que vivemos é feito através da visão.

No nascimento a criança, tem pouca visão e na verdade ainda ”não saber ver“. Portanto a visão não é uma entidade nata. Temos que aprender a enxergar, do mesmo modo que temos que aprender a falar, andar etc. A visão vai se desenvolvendo até atingir a visão do adulto por volta dos cinco anos. De forma bem resumida podemos descrever o desenvolvimento normal da visão da seguinte forma:

 

- Recém nascido: Percebe a luz (por isso podem ser comuns movimentos desordenados dos olhos).

- 3 meses: reflexo de fixação. (Mácula) (já consegue seguir um objeto com olhar).

- 9 meses: visão de relevo.

-2 anos: 50% visão.

-4 anos: 70% visão

-5 anos visão igual do adulto em 100%.

 

Este período é dito de “plasticidade” do desenvolvimento visual sendo considerado o mais importante e percebemos claramente que qualquer anormalidade ocular nesta fase pode interferir de forma grave e irreversível no resultado final da visão. Uma situação na qual a visão não se desenvolve é denominada ambliopia. Um olho ambliope não tem boa visão embora pareça normal e praticamente sem chances de estimulação após este período de maturação visual. Existem muitas causas (descreveremos abaixo) que possa levar esta situação sendo o estrabismo (vesguice) e a diferença de grau de um olho para o outro (anisometropia) as causas mais comum. O tratamento indicado é a oclusão do olho bom para forçar o olho fraco ou ambliope a ser estimulado. O tratamento é prolongado (cabe aqui o papel fundamental dos PAIS na colaboração do tratamento) e quando seguido corretamente em época adequada consegue-se um índice de sucesso grande ou mesmo cura na maioria dos casos. Daí já notamos a relevância  de exames oculares preventivos em crianças.

 

 Existem uns grandes números de métodos de exames a serem empregados dependendo da idade e da cooperação da criança. Com segurança e como regra geral quanto mais cedo for diagnosticado o problema melhor será o prognostico com  mais chance de recuperação funcional da visão.

 

Nos recém nascidos ainda no hospital a inspeção dos olhos, da pupila, do reflexo vermelho (teste do olhinho) deverá ser avaliada. As pupilas devem ter o mesmo tamanho e forma. Verificar também reflexos pupilares direto e consensual.

Com o decorrer da idade (examinar aos dois anos, três anos (cicloplegia), cinco anos e em toda fase de alfabetização) e baseado em uma cuidadosa historia clinica (prematuridade, historia familiar de doenças hereditárias, glaucoma, doenças sistêmicas, etc.), exames mais avançados vão sendo possíveis assim como necessários.  Por exemplo uma medida subjetiva confiável da acuidade visual, só aconteceria em crianças com 3 ou mais anos de idade. Portando dentro do possível um estudo oftalmológico completo incluindo medidas da acuidade visual, estudos do balanço muscular, ponto próximo de convergência, Hirchberg, senso cromático, biomicroscopia, tonometria de aplanação, fundoscopia ,refração, assim como exames complementares são obrigatórios.

 

O principal objetivo do exame é detectar e tratar precocemente as doenças encontradas e estas também apresentam prevalências em idades distintas.  Podemos detectar com a perda do reflexo vermelho uma serie de patologias que impediriam a reflexão da luz advinda dos vasos sanguíneos retinianos tais como opacidades corneanas (leucomas ou oriundas de traumatismo do parto), catarata congênita, alterações vítreas como presença de infecções ou tumores intra-oculares (retinoblastoma) etc.

Outras alterações como retinopatia da prematuridade (Nos prematuros examinar entre quatro e seis semanas – pois antes não encontraremos retinopatia da prematuridade e acompanhamentos a cada dois semanas até ocorrer vascularização completa da zona três ou aparecimento da RP), estrabismos (com já descrito acima), glaucomas, erros de refração tais como miopia, hipermetropia e astigmatismo (sendo obrigatório à preparação dos olhos das crianças com colírios dilatadores cicloplégicos), ptoses, alterações das vias lacrimais (em crianças com lacrimeja mentos e secreções), conjuntivites, alergias oculares dentre outras mais serias como tumores ou doenças neurológicas e sistêmicas.

 

Em se tratando de prevenção também é de fundamental importância nós oftalmologistas orientar aos pais quanto à prevenção de injurias oculares em casa e no lazer, pois medidas simples evitariam uma perda irreversível de um olho ou da visão com trágicas conseqüências na socialização no aprendizado e até da imagem corporal (com influência negativa na personalidade) de nossas crianças. Então evitar perfuração ocular não dando acesso às crianças facas, garfos, brinquedos pontiagudos etc. Cuidados com panelas no fogão em relação a líquidos quentes. Evitar queimaduras químicas com produtos de limpeza etc.

 

 Podemos então concluir que todas as crianças devem ser examinadas ao nascerem até completar o período de plasticidade do desenvolvimento visual e ainda em toda a fase de alfabetização. Pois, como vimos acima, muitas anormalidades detectadas só teriam sucesso se tratadas corretamente neste período. As crianças são especiais para nós. Ao mesmo tempo frágeis e gigantescas em seu significado. Na verdade trata-se de um presente de Deus. Cuidaremos bem delas. Somente assim teríamos um mundo melhor com menos causa de cegueira evitáveis, pessoas mais felizes e com mais qualidade de vida.

                                       

 

               Paulo Antônio Carneiro Larocca

 

 

 

 

Endereço: Rua Monsenhor Paiva Campos, N°110 Centro - Ubá - Minas Gerais - CEP 36500-000
DV9 Soluções Digitais

DV9 Soluções Digitais

As informações contidas neste site têm caráter informativo e educacional. NÃO devem ser utilizadas para auto-diagnóstico, auto-tratamento ou auto-medicação.
Quando houver dúvidas, um médico deverá ser consultado. Somente ele está habilitado para praticar o ato médico, conforme recomendação do CFM.
There were watch makers taking apart and assembling trademark movements of replica watches uk their manufactures, engravers creating special components as well as enamel dial painters and replica watches strap-makers. So let's begin by discussing this blend of fine watch exhibitions and a few of watch making's most challenging crafts. We will start with the watchmakers, the men who were working with unbelievable discipline and diligence in this noisy and replica watches tumbling environment. I am certain that every watch enthusiast will be familiar with that particular mixture of rolex replica sale fascination, curiosity and amazement generated by the sight of a fine movement seen through a sapphire case back. At SalonQP some highly replica watches uk acknowledged movement manufacturing brands allowed visitors to get a much better view than any transparent case back would allow as they presented uncased examples of some of replica watches uk their most remarkable calibers.